Skip to content

A escolha: eu tenho o controle

Quando minha veia da perna inflamou e tive que ficar dias de repouso, muita coisa se passou pela minha cabeça. E eu confesso: chorei muito, como uma criança que se depara sozinha, sem o pai ou a mãe por perto. E senti dentro de mim que eu tinha uma escolha importante para fazer: eu poderia me agarrar na depressão e desistir de tudo, terminar em uma cama esperando que um milagre acontecesse comigo, ou eu poderia enfrentar a situação e tomar as rédeas da minha vida.

Se eu estou escrevendo isso, acredito que você saiba qual opção eu escolhi.

Não é fácil enfrentar uma depressão. Não é fácil combater a obesidade. Os dois juntos, então, parecem ser impossíveis de serem aniquilados. Mas eu encontrei algo dentro de mim, uma frase que fez as coisas mudarem: eu tenho o controle e eu vou vencer.

Comments

comments

Published inGeral
Este conteúdo é exclusivo e pessoal. É necessário pedir autorização à autora para replicar em outros locais e mídias.
%d blogueiros gostam disto: